Toshi wa Yume
Bem-Vindo ao fórum da Toshi Wa Yume(Cidade dos Sonhos), cadastre-se e junte-se a nós Very Happy

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Naruto] A Bibliotecária - Cap06

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 [Naruto] A Bibliotecária - Cap06 em Seg Jul 25, 2011 6:21 pm

Shiroyuki

avatar
Morador Ancião

Capítulo 6 - Empresária

Hinata saboreou com calma o chá, fumegante, acolhedor e levemente amargo, soltando a xícara logo depois em cima da mesa. Não conseguiu levantar o olhar, mas estava atenta a qualquer barulho, pois esperava ansiosamente pela opinião das pessoas que estavam a sua volta.

Hoje ela havia terminado a sua primeira música, e, mesmo estando extremamente insegura, Naruto havia a incentivado a mostrar ás amigas. Hinata riu internamente com o último pensamento. Amigas! Quem diria que algum dia ela usaria essa palavra para referir-se a alguém... Nas semanas que se passaram,

Hinata havia experimentado sensações que nunca tivera antes, e, embora sempre tivesse lido várias descrições de inúmeros sentimentos, nada se comparava a senti-los de verdade. Havia saído com as membros do clube para vários lugares. Foram à loja de música, a um parque, a uma casa de chá e à casa da Sawako-sensei, e tudo isso em um curto espaço de tempo. Todas essas experiências únicas se deviam a ajuda que ela recebera de Naruto... era tudo graças à ele.
Repentinamente, Hinata sentiu seu peito apertar, e uma vontade de ver Naruto à tomou subitamente...

— Hina-chaaan! – a voz de Yui a sobressaltou. Aparentemente estavam a chamando há algum tempo, mas a incrível capacidade da Hyuuga de se fechar em pensamentos e esquecer de todo resto a impediu de ouvi-las antes.

— E e-e-e-então, o que acharam? – ela perguntou, atingindo o tom escarlate em menos de um segundo, tanto por estar ansiosa por saber sobre a música, quanto por causa dos pensamentos incoerentes que estava tendo.
— É perfeita, Hinata-chan – Mio disse, sorrindo.

— E a melodia também, você é muito boa nisso – Azusa disse, inclinando-se na mesa, animada.

— Se permitir, nós iremos tocar na próxima apresentação – Mugi falou, juntando as mãos.

— Sim, sim! – Yui pulou no seu lugar, e abraçou Hinata, deixando-a praticamente desfalecida, e vermelha – É muito fofa!!! – gritou.

— Q-que bom que gostaram – Hinata balbuciou, sorrindo, ao se recuperar – e quando é a próxima apresentação?

— Aí depende – Ritsu de pronunciou – você é a empresária, então você quem tem que arrumar alguma coisa.

— E-e-e-e-u? Ah, é c-claro! Me desculpem – Hinata curvou-se, tremendo um pouco – eu prometo que vou conseguir algo.

— Viu o que você fez? Assustou ela! – Mio bradou, dando um tapa na cabeça de Ritsu, que choramingou um pouco.




-



Hinata sentiu as pernas bambeando. Instintivamente, segurou com força o braço do loiro ao seu lado, que sorriu de canto. Passou a mão levemente no topo da cabeça, como se faz com cachorrinhos, para acalmá-la. Aquele, de fato, não era exatamente um lugar onde é possível se sentir tranquilo e seguro.

As ruas estreitas eram tomadas por prédios baixos e acinzentados, com algumas pichações aqui e ali. A maioria parecia abandonada. A luz do dia não chegava até ali, e as poucas pessoas que passavam por eles pareciam tão suspeitas que não seria surpresa ver alguns carros de polícia os perseguindo em algum lugar.

— Calma, Hinata-chan. É por aqui. – o loiro disse, confiante, para a garota ao seu lado. Ele estava estranhamente calmo com a situação.
Pararem na frente de um prédio de três andares, paredes de tijolos a mostra e janelas lacradas. Alguns panfletos de bandas e shows estavam colados por toda a extensão da porta e da parede mais baixa, e um pequeno letreiro acima indicava que o “Icha Icha Paradise” estava fechado.
Naruto abriu a porta, que rangeu como se sentisse uma profunda dor. Hinata encolheu-se ainda mais nos seus braços, começando a tremer. Ali só havia um longo corredor, com mais folhetos e cartazes colados nas paredes, e uma única escada mais a frente.

— Nós temos mesmo que entrar aqui? – ela murmurou no ouvido de Naruto, com a voz soprada, enquanto adentravam lentamente o lugar.

— Você quer ou não conseguir um show, hein? – ele disse, com a voz alta ecoando pelo corredor – Não precisa ter medo – ele disse mais baixo, tocando a bochecha de Hinata com a testa. Seus grandes olhos cor do céu brilhavam intensamente, mesmo naquele lugar escuro. Hinata sentiu seu coração falhando algumas batidas. Ou talvez ele estivesse tão rápido que ela nem mais o percebia. Seu rosto, irremediavelmente rubro, estava quase em ponto de ebulição.

— Vamos – ele se afastou subitamente, parecendo assustado. Segurou as mãos da Hyuuga entre as suas, apertando com força e tentando transmitir confiança – o dono daqui é tio do Takagi, é marido da minha obaa-chan, e me conhece desde pequeno. Com certeza vai arrumar alguma coisa pra banda.

— E-entendo – ela disse fracamente, fitando confusa a mão quente que envolvia a sua.
Subiram as escadas, que dava em outro corredor, cinza com a pintura descascando em algumas partes.

Havia inúmeras entradas ao longo do caminho, mas Naruto rumou direto para a última, no fim do corredor.

Sem bater na porta, Naruto a abriu estrondosamente, num tipo de pose heróica de detetive que desvenda o crime. Hinata, encolhida atrás dele, nem podia ser vista.

— Ah! Naruto! Faz tanto tempo! O que te trás aqui? Tá precisando de dinheiro? – uma voz debochada, que pertencia a alguém mais velho, pode ser ouvida. Hinata entrou na sala, seguindo Naruto, sem levantar os olhos do chão.

O lugar era como todo o resto do prédio, com mobília simples, levemente envelhecida e cartazes e panfletos cobrindo a parede cinza. Atrás de uma mesa, estava sentado um homem, de longos cabelos brancos, sorrindo de um jeito estranho enquanto fitava Hinata.

— Não, Ero-sennin! Eu to precisando de uma ajuda, pra minha amiga.

— Amiga, não é? Entendo... Você realmente aprendeu com o melhor, Naruto! – ele piscou sugestivamente para o loiro, depois de avaliar Hinata de cima a baixo, sem que ela nem ao menos percebesse – o que você precisa, lindinha?

Hinata corou furiosamente, ao notar que falavam com ela, e depois, tentando parecer tranquila, levantou os olhos e a voz.

— E-eu sou Hyuuga Hinata. Participo de um clube de música, na escola, e nós estávamos querendo conseguir um show. Naruto-kun disse que você poderia nos ajudar... – ela disse tudo num só fôlego.

— Sim, eu posso arrumar alguma coisa. Minhas festas normalmente não podem aceitar crianças da sua idade, mas eu estava pensando em fazer uma Noite para Todas as Idades, e esta é a oportunidade perfeita – ele sorriu abertamente, parecendo animado.

— Eu trouxe também uma demo, para você avaliar... – Hinata dsse, tirando um CD da bolsa e entregando ao homem.

— Oh, certo, certo. Vou dar para o Kakashi escutar, é ele que cuida das músicas. Hmm... Hyuuga-chan você poderia me dar seu telefone, pra entrar em contato...? – ele sorriu mais ainda, pegando uma caneta e um pedaço de papel.

— Não precisa, você liga pra mim se precisar – Naruto disse, com um falso sorriso cordial – Vamos, Hinata.

Naruto segurou Hinata pela cintura e a conduziu para fora do escritório. Ela apenas se despediu rapidamente do homem, com um gesto, e continuou a caminhar ao seu lado.

Os dois saíram do prédio, e foram andando calmamente pela rua vazia. Agora, vista pela segunda vez, não parecia mais tão assustadora para a garota.

— E-então, acho que conseguimos... – ela disse, não muito certa de como havia procedido.

— Sim, você foi ótima como empresária, Hina-chan!

— D-do que me c-chamou? – ela indagou, ficando escarlate. Fitou Naruto com intensa curiosidade, mas desviou olhar ao notar que ele também olhava para ela.

— Ah... bem – ele coçou a cabeça – eu achei... que já que o seu nome... sei lá, a gente é amigo, sabe... então eu... você se importa?

— Não! Claro que não – ela se apressou em dizer, balançando os braços, nervosa – e-eu... gosto... – ela admitiu, olhando para o outro lado na tentativa de não mostrar o rosto.

— Que bom! - Naruto bradou, rindo – porque, sabe, eu também gosto quando você me chama de Naruto-kun. É melhor do que Uzumaki-san!!! – ele terminou, mostrando a língua.

Hinata riu suavemente, mas não voltou a encará-lo. Sentia-se tão agitada por dentro, como se milhões de borboletas lutassem pelo mesmo espaço no seu estômago. A vibração da voz alta dele ainda ecoava em seus ouvidos, e seu coração parecia estar correndo uma maratona. Ela nunca sabia como agir perto dele, todas as vezes acabava parecendo idiota, mas ele estava sempre tão despreocupado, tão leve... como ele conseguia?

— Você está bem, Hina-chan? – seu tom parecia preocupado.

— Eu estou. – ela disse, e não era mentira. Estranhamente, mesmo sentindo tantas coisas ao mesmo tempo, ela estava perfeitamente bem, na verdade, nunca havia estado tão bem antes.
Subitamente, ela sentiu algo quente envolvendo sua mão. Olhou para cima, e fitou dois orbes celestes e um lindo sorriso. As borboletas se agitaram novamente, e ela perdeu o folego.

— Sua mão está gelada – ele disse baixinho, virando o rosto enquanto coçava o queixo – você se importa? – ele apertou a mão de Hinata de leve, girando o polegar carinhosamente na pele branca e macia. Obviamente, não queria soltá-la, mas o faria, se ela pedisse.

— Não. – Hinata respondeu, simplesmente, apertando também, a mão de Naruto contra a sua, para sentir ainda mais daquela sensação cálida que ele transmitia.
Seu rosto atingiu milhões de tons de vermelho, mas ela não deixou que Naruto visse. Continuou apenas fitando discretamente a sua mão junto da dele. Era um grande contraste. Perto da pele bronzeada e calorosa, a dela parecia sem vida, pálida. Hinata sentiu algo se remexer dentro dela, ao constatar que eles eram diferentes demais, completamente opostos. Não era pra ser assim, não estava muito certo. Mas, ao olhar para cima, e ver aquele sorriso contagiante e sincero, suas dúvidas desapareceram, como se nunca estivessem existido, porque, enquanto ele estivesse com aquele sorriso, nada mais podia a incomodar.

Ver perfil do usuário http://skip-turn-step.tumblr.com/

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum